A desigualdade de gênero no ecossistema de startups e como atrair investimentos

Por Daniela Passos, fundadora e CEO da Phovi - Growth Marketer, ela já trabalhou construindo comunidades de três startups antes de fundar a sua! No artigo, ela conta sua experiência pessoal com captação de investimentos no exterior e compartilha dicas para realizar rodadas bem-sucedidas.

Daniela Passos, fundadora e CEO da Phovi, compartilha sua experiência com a busca de investimentos em startups

Como uma drop-out da universidade, enfrentei muitos desafios tanto para desenvolver minha carreira, quanto no processo de busca por investimentos em startups. Para uma fundadora em estágio inicial, a arrecadação de fundos é uma das partes mais “descabelantes” do trabalho! É um processo incrivelmente assimétrico e, muitas vezes, a diferença entre ter uma empresa ou não se dá por detalhes.

Porém, quando se trata de arrecadar fundos, nós, mulheres, enfrentamos desafios maiores do que os homens. Em 2017, mulheres levantaram apenas 2,2% do capital disponível, em comparação com 79% das equipes masculinas. Em 2020, nos EUA, levantaram cerca de US$22 bilhões, representando 14,4% de um recorde de US$156 bilhões, de acordo com a PitchBook, que fluiu para a indústria de tecnologia no ano passado.

Que fique claro que: esta é uma realidade americana, pois nada dos US$ 4,4 bilhões levantados por startups da América Latina em 2020, foram para empresas fundadas apenas por mulheres.

Nesse artigo você vai ler sobre:

A busca pelos investimentos em startups

Como chegar ao Product Market Fit?

Pré-produto

Pós-construção do produto

 

O processo de captação dos investimentos em startups

Na minha experiência pessoal, todo o capital levantado pela Phovi Corp e investido nos produtos desenvolvidos pelo nosso time foi levantado no exterior. Principalmente antes de conhecer a WE Impact, que chegou chegando pra mudar o mindset de investimentos em startups na América do Sul.

Primeiro, você precisa descobrir por que e quando deve realizar uma rodada. Talvez isso pareça óbvio, mas em vez de olhar para um novo investimento como uma oportunidade, muitos fundadores só começam a arrecadar fundos quando estão ficando sem dinheiro. Os VCs não investem porque você está ficando sem dinheiro – eles investem porque acreditam que sua participação acionária valerá muito mais no futuro.

Em última análise, os investidores querem investir no crescimento. Se uma empresa está crescendo rapidamente em relação a seus pares, isso pode compensar uma ARR (métrica que estima o valor anual que uma empresa vai faturar) mais baixa, especialmente se o negócio parecer sustentável.

 

Como chegar ao Product Market Fit?

Muitas vezes é útil falar com seus investidores seed desde o início sobre isso, especialmente se eles têm experiência em levantar capital, para entender quais objetivos fariam mais sentido para apoiar uma nova rodada no futuro.

Pra isso, é indispensável que você inicie a sua busca por Product Market Fit (produto que satisfaça a real necessidade do seu mercado) o quanto antes, pois, em muitos casos, pode ser um processo longo e que acontece com o desenvolvimento da startup – na Airbnb, por exemplo, durou dois anos.

 

Pré-produto

Animação visível do público e de parceiros

A verdadeira métrica para aplicativos e para ambientes corporativos é – as pupilas de alguém dilatam quando usam sua solução? Se você está entregando uma demonstração ou desenhou algo no quadro branco, eles dizem ‘Onde você esteve toda a minha vida?

 

As pessoas estão dispostas a pagar por isso desde o início?

As pessoas estão dispostas a pagar por este produto? Pergunte isso diretamente a elas. Tente até mesmo fazer com que paguem agora (ou seja, literalmente, envie-lhes uma fatura) para obter acesso antecipado ao produto.

Nada será um sinal melhor de interesse e da sua adequação ao mercado do que conseguir fazer as pessoas investirem antes de ter um produto. Tente fazer isso mesmo se for um aplicativo pelo qual você não cobra – ele mostrará quanto valor você está criando na vida das pessoas.

 

Pós-construção do produto

Retenção: Os usuários continuam a ter e usar o produto?

Trace a porcentagem de usuários ativos ao longo do tempo (para várias coortes) para criar uma curva de retenção. Se ele se estabilizar em algum ponto, você provavelmente encontrou o produto/serviço/mercado adequado para seu público-alvo.

A retenção de coorte (termo utilizado para classificar um grupo de pessoas com comportamentos iguais dentro de determinado cenário) de longo prazo é a melhor métrica para determinar se há adequação do produto ao mercado. Depois de ter alguns coortes que se nivelam em um número específico do vertical, você alcançou o Product Market Fit!

Diferentes tipos de produtos têm diferentes pontos de adequação ao mercado, por isso é importante encontrar a taxa de retenção de alguns produtos comparáveis que foram capazes de crescer significativamente para encontrar o benchmark certo para você.

 

Pesquisas

Os usuários dizem que ficariam muito chateados se seu produto desaparecesse?

Pesquise seus usuários, pergunte-lhes ‘como você se sentiria se não pudesse mais usar o produto?’ e meça a porcentagem que responde ‘muito decepcionada’. Se essa porcentagem for superior a 40%, você tem Product Market Fit. Fizemos várias iterações em nossos produtos em respostas a pesquisas e feedbacks que tivemos de nossos usuários.

 

Crescimento orgânico exponencial

Para aplicativos focados no consumidor ou em comunidades, por exemplo, você começa a experimentar ‘crescimento orgânico exponencial’, impulsionado pelo boca a boca da galera!

Quando testamos o aplicativo Alpha da Phovi, nossa primeira iteração, vimos um crescimento exponencial de 50 a 17 mil usuários. A melhor maneira de saber se você construiu o que os clientes desejam é ver que eles estão usando de forma explosiva.

“Quando você tiver feito análises de Product Market Fit e se sentir pronta, a primeira etapa é começar a reunir suas principais métricas e vitórias, como taxas de crescimento, números de receita, depoimentos de clientes, feedback de usuários e realizações. Conforme mencionado, o que torna sua solução pronta para receber investimento varia muito, portanto, encontre dados que deixarão os investidores entusiasmados com o seu negócio.”

Dani Passos – Phovi

 

Visão global

Prepare sua startup desde cedo para um mindset global. Sua empresa está nascendo num ambiente rápido, fértil e com parceiros prontos para te ajudar a crescer e escalar a partir do seu passo inicial.

Com isso, conecte-se com investidores anjo, fundos de investimento e parceiros de várias partes do mundo interessados em te ajudar, mesmo que sua base esteja no Brasil, que é um mercado maravilhoso e enorme.

 

Conheça a WE Impact News

Este artigo foi produzido especialmente para a WE Impact News! Se você ainda não é assinante da nossa newsletter gratuita e colaborativa, clique aqui para assinar.

No blog da WE Impact você aprende também a empreender do zero e a definir seu modelo de vendas ideal, leituras que vão te ajudar a desenvolver um negócio de sucesso e pronto para uma rodada de investimentos em startups.

SOBRE A AUTORA

Daniela Passos

Linkedin

Fundadora e CEO da Phovi

Iniciou a carreira aos 17 anos, buscando informações fora do padrão de escola-universidade sobre marketing, comunidades digitais e criação de conteúdo. Construiu um caminho até empresas de alto nível dos Estados Unidos, onde adquiriu conhecimento e experiência para fundar a Phovi: um aplicativo que conecta usuários por meio de jogos multiplayers, comunidades e experiências off-line